#hashtag

Mídias sociais e a vida em rede

 -

Ygor Salles é editor-adjunto de Mídias Sociais da Folha

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

‘Instafood’ acaba com a sua vontade de comer, #apontaestudo

Por Ygor Salles

Se não bastasse aquele seu amigo ‘foodie’ entupir a sua timeline do Instagram com fotos de comida, ele pode estar contribuindo com que você perca o prazer de degustar as iguarias em questão. A conclusão é de um estudo da Brigham Young University, que fica em Utah (EUA).

Segundo Ryan Elder, professor da BYU e coautor do estudo, acontece uma espécie de “tédio sensorial” quando uma pessoa vê demais a foto de um alimento. É como se o cérebro registrasse que a comida já foi provada, fazendo com que ela perca boa parte do interesse.

Ou seja, quanto mais comida os ‘foodies’ postarem, menor será sua vontade de comer.

A lógica de saciedade das pessoas já é de conhecimento dos cientistas: quanto mais você come algo, maior a chance de perder a vontade de comer ao repetir. O que esta pesquisa conclui é que ver a foto da comida já serve como um destes pedaços.

Para a pesquisa, foram recrutadas 232 pessoas. Metade delas viram 60 fotos de comidas doces, como bolos e chocolate, e a outra metade viu 60 fotos de comidas salgadas, como batatas. Depois, comeram amendoins. O resultado: as pessoas que viram fotos de coisas salgadas gostaram menos do amendoim.

A sugestão de Jeff Larson, o outro coautor do estudo, é que evite fotos de determinada comida se quiser sentir todo o prazer da degustação.

Se o paladar é “estragado” pelo excesso de fotos, dizem os pesquisadores, o outro lado da moeda também é válido. Se você quer parar de comer chocolate, por exemplo, é só ficar vendo fotos de chocolate o tempo todo –mas o tempo todo mesmo, não só duas ou três vezes. Viu que fácil? 😉

O blog dá uma contribuição para sua dieta e posta algumas iguarias

Blogs da Folha