Apresentadora de TV e jornalista trocam ‘elogios’ em discussão sobre beagles

Por Ygor Salles

A discussão entre defensores e detratores do resgate dos beagles do Instituto Royal, na última sexta-feira, descambou para algumas brigas pessoais.

Sabe aquela coisa de desqualificar o emissário em vez do argumento? Então.

Uma destas brigas está movimentando as redes sociais deste ontem e envolve a apresentadora de TV Luísa Mell, notória defensora dos direitos dos animais, e o jornalista Reinaldo Azevedo, que criticou várias vezes o resgate dos beagles em seu blog.

Em um dos posts que escreveu sobre o tema, o jornalista deu uma indireta para Luisa Mell:  “O que se sabe até agora aponta que lá trabalham pessoas sérias, que fazem um serviço que é do interesse de todos nós, inclusive daqueles imbecis que protagonizaram a pantomima violenta, com a participação de uma subcelebridade, que se tornou notória, quando tinha um programa de televisão, pela parvoíce. Não conseguiu ficar nem na Rede TV… Se ninguém ainda tentou contratá-la, eis a hora”.

Em outros posts, Azevedo atacou mais famosos que defenderam a ação, como os atores Bruno Gagliasso e Tatá Werneck.

Hoje, a apresentadora resolveu responder ao jornalista através de sua página no Facebook. E não poupou ataques pessoais. “Ainda lendo seus textos, o Sr. me pareceu um grande ‘especialista’ em tudo: política, economia, bioquímica, Caetano Veloso, minha vida e até bactérias. Não pude aqui, deixar de lembrar do pato, uma ave que faz tudo: corre, nada e voa. Corre mal, nada mal e voa pior ainda. Uma analogia muito usada por administradores de empresas para funcionários ‘faz tudo’ e jornalistas inteligentes para colunistas que ‘escrevem sobre tudo'”.

Logo depois, veio a tréplica de Azevedo: “Duas googleadas, descobri que ela faz de seu, vá lá, amor uma profissão. Alô, TVs, hora de contratar. Se eu puder ser útil ao menos à sua causa pessoal, está bem pra mim.”

Veja abaixo alguns comentários sobre a discussão: