Indefinição no Brasileiro vira fonte de menes

Por Ygor Salles

Primeiro, o rebaixamento de dois grandes clubes no país –um deles ‘famoso’ por se beneficiar de viradas de mesa. Depois, uma indefinição jurídica que pode beneficiar estes mesmos clubes.

O futebol no Brasil já é, por si só, uma fonte quase que inesgotável de comentários e gozações. Nem precisava dos motivos que os times envolvidos na briga pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro deram desde o último final de semana.

Pois bem: a briga de torcidas de Vasco e Atlético-PR e a escalação de um jogador suspenso pela Portuguesa, cuja punição beneficiaria o rebaixado Fluminense, elevou este status nos últimos dias.

Desde segunda-feira os termos STJD e Lusa estão nos trending topics do Twitter no Brasil. Outros relacionados ao tema, como São Januário, Vasco, Atlético-PR e Joinville, também frequentaram com regularidade a lista dos termos mais usados na rede social.

E, claro, sobram menes para tirar um sarro de Vasco e Fluminense pelo rebaixamento e pela possibilidade de se livrarem da queda através do tapetão.

Neste sentido, o alvo preferido é o Fluminense. O clube já foi beneficiado duas vezes por mudanças de regras –a chamada ‘virada de mesa’. A primeira em 1996, quando caiu em campo mas foi mantido da Série A, e a segunda na ocasião da Copa João Havelange, em 2000, quando foi alçado diretamente da terceira divisão para o grupo de elite da competição.

Veja alguns dos menes que estão circulando nas redes sociais sobre o tema:

20131212 STJD 10

20131212 STJD 1

20131212 STJD 2

20131212 STJD 2

20131212 STJD 3

20131212 STJD 6

20131212 STJD 7

20131212 STJD 8

20131212 STJD 9

O STJD decidiu hoje não acatar o pedido do Vasco de ganhar os pontos da partida contra o Atlético-PR, o que confirma o rebaixamento. Já o Fluminense está à espera do julgamento da Portuguesa, na segunda-feira, que poderá levar o clube paulista ao rebaixamento no seu lugar.