É possível ser solteira e feliz? Vídeo sobre o tema viraliza nas redes sociais

Por Ygor Salles

Em um mundo com pessoas casando cada vez mais tarde, ou não casando mesmo, o assunto é polêmico. A pergunta é: chegando aos 35 anos, precisamos ter um companheiro para ser feliz? Ou manter o espírito livre garante a felicidade?

Esta é a pergunta que a cineasta argentina Paula Schargorodsky fez a si mesma quando começou a rodar um documentário sobre o tema. Deve ficar pronto no próximo ano.

E o que isso tem a ver com este blog? Bom, explico: o ‘New York Times’ ficou sabendo da empreitada de Paula e lhe pediu para fazer uma miniversão do documentário

O jornal americano publicou nesta semana. E o vídeo bombou, principalmente nos Estados Unidos e na Argentina.

Assista ao vídeo abaixo:

Paula não tinha um relacionamento firme há mais de 10 anos. Quando rompeu seu noivado em 2002, saiu da Argentina foi para os Estados Unidos para mergulhar de cabeça no que ama: fazer cinema. Neste meio tempo teve namorados, mas nunca duraram muito.

Ela começou a se questionar sobre a felicidade na solteirice quando notou que todos seus amigos estavam casando e tendo filhos. E daí saiu a ideia do vídeo –que, pelo trecho que já exibiu, parece interessante.

E qual é a conclusão da cineasta? Nenhuma. “Neste momento eu percebo que posso conviver com perguntas sem respostas, e isso é bom”, explicou ao ‘NYT’.

Detalhe curioso: como diria Fábio Júnior, Paula encontrou a metade da laranja depois que concluiu as gravações.