Site colaborativo mostra onde já faltou água em São Paulo

Por Ygor Salles

Em meio à falta de dados fiáveis sobre os problemas de falta d’água em São Paulo, causado pela crise hídrica do Sistema Cantareira, um site colaborativo criado em maio traz um pouco de luz a esta discussão. E com resultados curiosos.

O site se chama Faltou Água (www.faltouagua.com) e foi criado em maio. A lógica de funcionamento é simples: você indica onde faltou água e a frequência, ou através do site ou usando a hashtag #FaltouÁgua nas redes sociais.

O resultado é um mapa onde todas essas informações são apontadas por geolocalização:

Água1

A partir daí, podemos tirar algumas conclusões.

A primeira é que o problema afeta mais, como era de de esperar, as regiões atendidas pelo Sistema Cantareira. São os casos, por exemplo, de boa parte das zonas oeste e leste de São Paulo, a zona norte, o centro e cidades como Guarulhos, Osasco e a região do ABC.

Os bairros com maior volume de queixas são Butantã, Vila Madalena e Lapa, na zona oeste; Tucuruvi, na zona oeste; Tatuapé e Itaquera, na zona leste; e nas cidades de Guarulhos, Santo André e Osasco.

Porém, já se nota muitas reclamações em alguns bairros da zona sul, que é em sua maioria atendida pelo Sistema Guarapiranga. Em especial em bairros como Saúde, Cursino e Ipiranga, servidos de forma híbrida pelos dois sistemas:

Água2

Outra curiosidade é a quase ausência de reclamações em uma parte da zona sul da cidade formada pelos bairros Jardins, Itaim Bibi, Vila Nova Conceição e Moema –quase uma ilha de tranquilidade em meio às marcações. De comum entre eles, o fato de serem alguns dos bairros mais ricos de São Paulo.

Água3

Mas, como meu objetivo não é transformar isso em luta de classes, vale ressaltar que alguns bairros de classe média, como a Mooca e partes de Santo Amaro, também têm poucas reclamações.