Militâncias fazem último esforço nas redes sociais

Por Ygor Salles

As militâncias dos presidenciáveis fazem neste sábado, cada um à sua maneira, um último esforço nas redes sociais para conseguir convencer os indecisos no que deverá ser uma das mais apertadas votações para quem comandará o Planalto.

Por isso, várias hashtags relacionadas às eleições atingiram os trending topics (assuntos mais comentados) do Brasil no Twitter.

A maior delas foi a #GolpeNoJN, criada pelos petistas como “prevenção” para eventuais notícias negativas sobre Dilma Rousseff no “Jornal Nacional” –em especial a cobertura sobre a reportagem da revista “Veja” relacionando diretamente Dilma e Lula ao caso de corrupção na Petrobras.

O “Jornal Nacional” fez uma reportagem sobre o caso, relatando as denúncias de “Veja” e mostrando as reações de Dilma e Aécio Neves.

Veja alguns dos posts sobre o assunto:

Os petistas também repercutiram os números das últimas pesquisas eleitorais do Ibope e do Datafolha. Por isso, os termos “Dilma 53%” e “Aécio 47%” (as porcentagens de votos válidos atribuídas aos candidatos pelo Ibope) chegaram aos trending topics.

Na outra ponta, a militância tucana chegou ao segundo lugar dos TTs na noite deste sábado com a hashtag #AgoraEAecio45Confirma, já usada por eles no dia da votação para o primeiro turno.

Chama a atenção ainda a hashtag #VacinaHPV, promovida pelo Ministério da Saúde para reforçar a necessidade de vacinação contra a doença. Algumas mulheres tiveram complicações de saúde após serem vacinadas, o que justificaria a campanha.