‘Brexit’ do futebol: Islândia despacha Inglaterra para fora da Euro

Por Ygor Salles

Por Mateus Luiz de Souza

A Islândia derrotou a Inglaterra por 2 a 1 nesta segunda-feira e avançou às quartas da Eurocopa. Depois da derrota, o treinador inglês Roy Hodgson pediu demissão. A internet foi à loucura e está chamando de “brexit” do futebol.(referência ao brexit, saída do Reino Unido da União Europeia, aprovada na última sexta-feira)

Mas vamos falar do tamanho do feito da Islândia. Trata-se de um país de pouco mais de 300 mil habitantes. O país é tão pequeno que 3% da população acompanha os jogos nos estádios. No tempo livre, muitos jogadores exercem outras profissões. Até o treinador é dentista para conseguir o ganha-pão. Agora, o próximo adversário é a França, anfitriã. Alguém ainda dúvida da Islândia?

Vocês não queriam sair da Europa?

O feito foi comparado ao do ‘gigante’ Leicester, campeão inglês nesta temporada.

Quem não se lembra dos Los Chicos (como são conhecidas os jogadores da Costa Rica) na Copa de 2014? Futebol do mesmo patamar.

Para outros, dado o futebol jogado pela Inglaterra há muito tempo surpresa seria se ela tivesse eliminado a Islândia.

Pintou a campeã? De 12 em 12 anos uma surpresa apronta na Eurocopa…

Já tem mais torcedor da Islândia desde pequeninho do que habitantes.

Pra quem disse que a Islândia ia estar na pior.

Islândia of Thrones

Alguém checou?