Jovem universitária dá dicas de construção e reforma em canal na internet

Por Sarah Mota Resende

A casa da mãe ainda estava sendo construída quando o dinheiro acabou. Com os materiais já comprados, mas na ausência de um pedreiro profissional, Paloma Cipriano, 23, não teve dúvidas: colocou a mão na massa, literalmente. Daí, não parou mais.

Desde então, todas as obras da casa são feitas por ela. Um dia, enquanto assentava o piso de um quarto, a mãe deu a ideia: “por que não gravar e colocar na internet?”

“No início, fiquei com receio de publicar porque tinha vergonha. Mas a reação das pessoas foi tão boa que resolvi gravar e divulgar tudo o que fazia em casa”, diz a mineira de Sete Lagoas, dona de um canal no YouTube que leva seu nome.

É nele que a universitária publica seus tutoriais de práticas de alvenaria, ofício que aprendeu em um curso aos 16 anos. “Mas eu era nova e não dava muita importância”.

Foi então fazer vestibular para cursar engenharia civil. Aprovada, abandonou a graduação um mês após o início. “Troquei para publicidade e não me arrependo porque é o que eu gosto”, afirma a jovem.

De ensinamentos sobre como socar terra a aulas acerca do melhor modo para rebocar paredes, seus vídeos já foram vistos mais de um milhão e meio de vezes.

“A internet se tornou uma facilitadora para as pessoas. Eu, por exemplo, tudo que não sei fazer procuro na internet e aprendo. É também uma forma de economizar um bom dinheiro.”

Recentemente, a maioria masculina assumiu dianteira no ranking dos espectadores —e parte deles muitas das dúvidas que ela recebe. “Mas o meu intuito é incentivar as mulheres e mostrar que nós também podemos”.

X

Para o futuro, Cipriano planeja dar um tom mais profissional aos vídeos, além de melhorar a qualidade do que ensina aos seguidores.

Nada de assobios e assédios constrangedores em canteiros de obras. Para a jovem universitária, o quebra-quebra é sinônimo de trabalho sério.