‘Já acabou, Jéssica’: campanha da Prefeitura de SP causa polêmica em rede social

Por Sarah Mota Resende

Na quarta-feira (22), a prefeitura de SP lançou na rede social Facebook uma campanha contra brigas no Carnaval.

O intuito era estimular os foliões a não entrarem (e nem alimentarem) discussões durante os dias de festa, mas a combinação dos termos “deixa pra lá” e “carnaval sem assédio”, utilizados no post original da ação, repercutiu negativamente entre os internautas.

De ínicio, além do texto (reproduzido abaixo), a ação vinha acompanhada de uma ilustração que faz referência a um viral de 2015, o “Já acabou, Jéssica?”, e da hashtag #CarnavalSemAssédio.

Bater de frente não tem que ser só tiro, porrada e bomba. O negócio é deixar pra lá e sambar na cara da sociedade, porque briga no carnaval não está com nada. Aproveite para marcar a sua amiga “Jéssica” e avisar que agora é só paz, amor e folia!

Para quem não se lembra, o vídeo em questão mostra uma briga entre duas meninas. Após trocarem agressões físicas, uma delas se levanta e diz “Já acabou, Jéssica?”

Nos comentários, os internautas acusaram a prefeitura de incentivar mulheres a não denunciarem assédios sofridos.

“Essa campanha é um erro. Não acabou Jessica, vá e lute pelos seus direitos, escancare a violência que a mulher sofre todos os dias. Se deixar pra lá assédio se repete”, escreveu um usuário identificado com Santiago SA.

Após as queixas dos internautas, o post foi editado e a hashtag #CarnavalSemAssédio excluída.

OUTRO LADO

Em resposta aos internautas, a prefeitura disse que a publicação “não foca a agressão à mulher e sim a qualquer tipo de agressão e violência encontrada nos blocos”.

“A Prefeitura em momento algum ‘deixou para lá’ o problema, ainda mais um problema grave como este que mencionou, Santiago, apenas não foi falado até o momento, como alguns outros que serão mencionados até o final do caranaval”.

Nesta sexta (24), ao colocar uma nova campanha no ar, a prefeitura pediu desculpas pela publicação anterior.

Soltamos nesta quarta uma postagem referente a brigas nos blocos, que infelizmente pôde ser interpretada como ligada ao tema assédio. Pedimos desculpas a todos que se sentiram ofendidos. A Prefeitura de São Paulo repudia qualquer atitude de assédio, agressão ou violência e incentiva as vítimas a não se calarem, além de apoiar a iniciativa do Catraca Livre chamada “Carnaval Sem Assédio”, o que explica a hashtag #CarnavalSemAssédio, presente desde o início da comunicação de carnaval. Esse tipo de coisa não deve ser tolerada. Constranger alguém com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual é crime. Não é NÃO! Se testemunhar ou for vítima, DENUNCIE! #ExisteFoliaEmSP #CarnavalSemAssédio