Aécio perde 50 mil seguidores no Facebook após gravação de Joesley

Por Ygor Salles

Não bastasse a suspensão do mandato de senador, a prisão da irmã, Andrea, e o afastamento do comando do PSDB, Aécio Neves ainda viu seus seguidores minguarem nas redes sociais.

Nesta última semana, desde a divulgação das gravações de Joesley Batista, o senador afastado já tomou mais de 50 mil ‘unfollows’ no Facebook. Com isso, nunca esteve tão ameaçado no posto de presidenciável com maior número de seguidores na rede social.

X

Até quarta-feira passada (17), Aécio tinha 4,358 milhões de seguidores. Já vinha em queda contínua desde meados de 2015, mas começou a despencar, chegando a 4,302 milhões hoje –55 mil a menos em sete dias.

Na outra ponta, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ganhou 59 mil seguidores e agora está a pouco mais de 50 mil seguidores de se tornar o presidenciável com mais seguidores –tirando, claro, o apresentador Luciano Huck e seus mais de 16 milhões de ‘likes’.

Além de Bolsonaro, também tiveram crescimentos relevantes nesta semana o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Os principais presidenciáveis, por tamanho de páginas no Facebook nesta quarta (24):

1) Aécio Neves (SPDB) – 4,302 milhões
2) Jair Messias Bolsonaro (PSC) – 4,245 milhões
3) Lula (PT) – 2,936 milhões
4) João Doria (PSDB) – 2,733 milhões
5) Marina Silva (Rede) – 2,355 milhões
6) Geraldo Alckmin (PSDB) – 860 mil
7) José Serra (PSDB) – 210 mil
8) Ciro Gomes (PDT) – 103 mil