‘Fakememes’: os melhores momentos da 1ª viagem presidencial de Trump, segundo a internet

Por Ygor Salles

POR GUILHERME ZOCCHIO

O presidente dos EUA, Donald Trump, está em meio à primeira viagem internacional, prevista para terminar no sábado (27). Ele tinha entre seus objetivos alterar a imagem que suas declarações sobre a geopolítica causaram. As passagens por cada país, no entanto, provocaram ainda mais polêmicas na internet.

Pelo menos nas redes, internautas comentaram o tour em tom jocoso e também se aproveitaram da situação para produzir “fakememes”. Isso é, alguns usaram de memes que não correspondiam aos fatos para criar situações de humor, mas também se valeram de mentiras para defender o presidente, assim como se tornou praxe com as “fakenews” na eleição americana.

Nas visitas que fez, o chefe de Estado americano tentou se aproximar dos países de Oriente Médio, atenuar suas declarações sobre a Otan (Aliança Militar do Atlântico Norte) ser “obsoleta” e convencer a cúpula G-7 que o slogan que usou nas eleições “America First” talvez não seja bem assim —leia mais neste link.

Ao passar por Arábia Saudita e Israel, buscou reforçar laços com aliados. Nos territórios palestinos, falou sobre acordos de paz. No Vaticano, foi ao encontro do Papa Francisco. Em Bruxelas, encontrou-se com líderes europeus. E na Sicília, ele cumpre os últimos compromissos da agenda após reunião com representantes dos sete países mais ricos do mundo.

Não importava a hora, o local ou o encontro, internautas estavam atentos para as idiossincrasias do presidente capazes de gerar algum buzz nas mídias sociais. Confira, a seguir, a repercussão nas redes da primeira viagem de Trump, entre memes sobre fatos reais ou “fakememes”, todos devidamente identificados.

Véu ou não-véu, na Arábia Saudita, no último domingo (21)

A primeira-dama Melania Trump não quis usar um véu sobre a cabeça, durante a passagem pela Arábia Saudita. O fato chamou atenção porque em 2015 Michele Obama, acompanhando o então presidente Barack Obama, foi criticada por Donald no Twitter por não usar a vestimenta.

Seguidores do atual presidente dos EUA, porém, tentaram falsear a realidade em sua defesa. Difundiram uma imagem de Michelle em que ela supostamente usava um véu, na Arábia Saudita, o que, de fato, não ocorreu.

Peteleco de Melania em Israel, na segunda-feira (22)

Um tapão de Melania na mão de Donald foi um dos fatos que mais chamou a atenção nas redes durante a passagem do casal Trump por Tel Aviv (Israel). Logo após desembarcar do Air Force One, o presidente tentou dar a mão a sua mulher, que revidou com um peteleco.

Protestos nos territórios palestinos, na terça (23)

As polêmicas declarações do mandatário americano não saíram gratuitas nos países em que esteve. Nos territórios palestinos, a visita dele foi alvo de protestos. Em alguns deles, Trump, apesar de falar em “paz”, apareceu numa espécie de variação com armas de malha-judas.

Caras e bocas do Papa Francisco, no Vaticano, na quarta (24)

Talvez nenhum outro chefe de Estado tenha sido tão incisivo nas críticas a Trump do que o papa Francisco. No Vaticano, o encontro entre os dois foi marcado pelas caras e bocas do pontífice, que tentava demonstrar, no mínimo, incômodo com a presença do americano ao seu lado.

A reunião produziu um “fakememe” em que o presidente dos EUA, supostamente, cutuca a mão do papa, enquanto os dois posam para foto gravados pela emissora CNN. Foi praticamente um “pout-pourri” do tapa de Melania em Israel com o enfado do papa.

Além dessa, foram muitas outras montagens, dessa vez, com a ideia de somente produzir humor.

‘Empurrãozinho’ e apertos de mão em Bruxelas, na quinta (25)

O primeiro ministro de Montenegro, Milo Dukanovic, foi surpreendido por um “empurrãozinho” de Trump, enquanto os dois caminhavam com representantes dos países que formam a Otan. Depois do chega-para-lá, o americano ainda foi e tomou a frente do grupo.

Teve mais. Ao encontrar com recém-eleito Emmanuel Macron, Trump foi surpreendido pelo fato do presidente francês cumprimentar primeiro a chanceler alemã, Angela Merkel. Foi literalmente sacudido pelo americano quando chegou a sua vez.

Mais tarde, em reunião privada, os dois deram novo aperto de mão que rendeu nas redes sociais. Os líderes apertaram a mão direita um do outro de modo firme e suas mandíbulas pareceram se cerrar quando se sentaram para uma reunião cara a cara. Tenso…

E ainda faltam 24 horas para Trump voltar para Washington…