Adam West, morto na sexta, foi o Batman em “Feira da Fruta”

Por Ygor Salles

POR GUILHERME ZOCCHIO

Adam West, que morreu aos 88 anos na última sexta (9), foi também o ator que encenou o Batman no seriado que serviu para a paródia “Feira da Fruta”. De 1981, a sátira refazia a dublagem de um episódio do herói e, tempos depois, viralizou na internet via YouTube nos anos 2000.

O vídeo trocava as falas originais dos personagens por frases de humor e diálogos sem sentido, com forte conotação sexual. Nas mudanças, palavrões davam a tônica, sem a menor preocupação em seguir o que, hoje talvez, não seria considerado politicamente correto.

Adam West, ao lado de Burt Ward, Robin; (Reprodução/Youtube)

“Feira da Fruta” leva o mesmo título da canção do Grupo Capote, que serve de trilha sonora para a paródia. O episódio começa com o Coringa tendo capturado Batman e Robin, até que a música inicia e diz “entrei na feira da fruta / para ver o que a feira da fruta tem”. Daí em diante, o que prossegue é um festival de xingamentos, ironias e trocadilhos.

Em tom de piada, os personagens, redublados em português, trocavam conversas como:

— Batman, de onde você tirou esse Bat-escudo, hein? Porra. De onde você tirou essa merda? — pergunta Robin, na redublagem.
— Você está muito engraçadinho, Robin. Lógico que foi do cu. Podia ter sido mais de onde? — responde Batman ao parceiro, com a fala reescrita, em um diálogo que prossegue:
— Não sabia que você gosta dessa porra.
— Engraçadinho. Você está muito metido, Robin. Eu te acerto hoje na Bat-caverna, viu?
— Ah, deixa para lá, seu filho da puta.
— Você me chamou de novo de filho da puta? Não acredito. Veadinho. Filho da puta. Veado.
— Seu maconheiro do caralho. Cala a boca.

Ou então, quando o herói se encontra com o seu maior rival, o Coringa:

— Vou usar esse spray para tirar o seu pinto fora, Batman, seu corno — brada o vilão.
— Ah! Não adianta, Coringa. Antes de sair da Bat-caverna, eu tirei meu pinto fora. Eu não tenho pinto. Eu não sei se você sabe disso. Eu sou eunuco. Você está fodido.

O Coringa, aliás, protagoniza na paródia alguns dos diálogos mais marcantes:

— O que eu posso fazer, eu sou um palhaço? — ele então vira para um capanga e pergunta — Você quer um charuto, meu filho? É ‘havano’.
— Hum. Ham. É. É. Eu quero. Obrigado. — Responde seu capacho, acendendo um charuto explosivo que estoura e, então, o redublador do Coringa simula uma risada:
— HAHAHA! Enganei o bobo na casca do ovo!

“Feira da Fruta” viralizou na internet numa era pré-memes e anterior à popularização das redes sociais, entre início e meados dos anos 2000. A paródia se tornou conhecida após seu upload no YouTube e também pela difusão no site Redublagens.com.

O que muitos internautas não sabem, porém, é que o redublagem do vídeo foi feita de forma caseira pelos fãs Fernando Pettinati e Antônio Camano, em uma fita de VHS, em 1981.

Talvez Adam West não tenha conhecido a paródia, mas certamente poderia somar “Feira da Fruta” às suas realizações de maior sucesso. Abaixo, o vídeo na íntegra para quem quiser assistir, em HD (High Definition).