As marcas deveriam apostar nos mais velhos, eles são lindos, diz neta que bomba com vovó-modelo

Por Mateus Luiz de Souza

Jana Rosa, 32, é famosa por divulgar sua marca, a “Agora que sou rica”, nas redes sociais. Em meio a fotos de sapatos, novas roupas, viagens, festas e amigos, uma modelo se destaca. Estilosa, alegre, disposta, sempre com um sorriso no rosto, as fotos com essa modelo conseguem, em geral, um número de curtidas e comentários um pouco maior do que a média. O que ela tem de tão especial?

X

É a vovó de Jana Rosa, Odila Valente Lopes Fernandes, de 95 anos. “Sempre gostei de vestir minha vó com looks malucos e tirar foto, desde quando não existiam redes sociais e ela era uma jovem vovó. Quando ela tinha uns 80, vesti ela de Madonna. Com as redes sociais, passei a postar, e as pessoas adoram. Ela tem muito carisma”, diz a neta coruja.

Basta ver um post com a vovó Odila para ver que o carisma não é exagero. As fotos são uma gracinha. E os comentários rendem inúmeros elogios. @evertonrtorres: “Um amor”; @gabrielnaste “AAAHHHHHH QUE LINDA”; gabrielnaste “EU IA APERTAR TANTO”; @fezinha_cavalcanti: “Fofinha”

Para comemorar esse Dia dos Avós, comemorado 26 de julho, o blog resolveu conversou com a neta Jana.

O sucesso de sua avó foi imediato?
Ela sempre teve fãs nas minhas redes, mas agora que está bem velhinha, com 95 anos, virou uma pessoa muito doce e fofa, mas ao mesmo tempo ela é engraçada e faz piadas quando você menos espera, recebo centenas de mensagens de pessoas que ficam emocionadas com ela lembrando das suas vovós e vovôs.

O que as pessoas mais comentam?
Que se emocionam com saudade dos seus avós e que nossa relação é linda e de muito amor, o que é verdade, nós sempre fomos muito unidas.

Como é a preparação para os vídeos e as fotos?
Quando comecei a fazer as roupas da minha marca queria que minha vó pudesse usar também, então quando ela usa os looks eu tiro as fotos. Comecei a postar porque ela é linda e também porque muita gente esquece que a beleza não tem idade, as marcas deveriam postar mais mulheres mais velhas e não só jovens. Elas também são bonitas.

O que sua vó comenta sobre ser sua modelo?
Ela me diz que uma velha não pode ser bonita, aí eu digo pra ela que ela é linda, e ela diz que é linda porque eu vejo ela linda. Aí depois ela esquece tudo isso e eu conto pra ela que amam ela na internet e ela fica feliz mas não entende direito quem são “eles da internet”.

Como é a relação de vocês?
Sempre morei na casa dela junto com minha mãe e irmã, em Araraquara (SP) desde os 3 anos até os 20, quando mudei pra São Paulo. E agora ela mora em Araraquara com minha mãe, que cuida dela. Ela chama minha mãe de mamãe muitas vezes, virou uma filhinha.  Eu tento ir sempre pro interior, pelo menos um fim de semana por mês tenho que estar lá.

Quando estão juntas, o que fazem?
A Odi gosta de dormir e jogar baralho, eu odeio baralho, mas aprendi pra jogar com ela porque ela fica muito feliz de ter companhia no baralho e ganha todo e qualquer jogo até hoje.

O que você aprendeu com sua avó?
Perguntei pra minha irmã que tem a melhor memória sobre nossa infância e a lista do que aprendemos com minha vó é infinita, mas uma coisa muito importante é que ela fazia lição de casa com a gente todos os dias, e era super brava. Aprendemos um português impecável e a escrever todas as palavras certas por causa dela. Eu também lembro muito dela lendo o jornal inteiro todos os dias e recortando os artigos que ela achava que cada pessoa tinha que ler, aí ela deixava na cama de cada pessoa as matérias pra cada um ler todos os dias as noticias importantes. Ela também tinha umas coisas malucas, tipo dar um real por fruta que a gente comesse pra gente comer muitas frutas, e funcionava porque a gente queria ganhar dinheiro.

Qual história mais engraçada que lembra da sua vó?
Ano passado fiz uma viagem longa e ela me fez anotar tudo que eu ia fazer em cada lugar, cada dia, o que tinha naquele país, pra conhecer onde eu ia depois, assim ela podia ficar olhando as anotações e curtindo minha viagem em tempo real. Ela criou uma rede social própria muito mais legal que o Instagram haha

E história mais triste, tem?
Não é exatamente triste, mas minha vó fica triste agora porque não lembra de muitas coisas da vida dela, mas eu tento animar ela dizendo que ela viu e viveu tantas coisas que não conseguiu guardar tudo na cabeça.

Quando você for avó, que qualidade de sua avó gostaria de ter?
Quero ser muito presente na vida dos meus netos como ela foi comigo e com minha irmã, que dava bronca, ensinava a escrever, fazia comida, contava historias, era cúmplice na hora de mentir umas coisinhas pra minha mãe. Ela criou a gente junto com minha mãe, no Dia das Mães comemoramos com as duas.

Acha que os vovôs e vovós do Brasil são pouco valorizados? Por quê?
Sim, a maioria das pessoas que eu conheço não ligam pros avós, não visitam, e todo mundo tem na família um velhinho que a maioria dos filhos ignora e só um dos filhos cuida, ou que é completamente ignorado e fica sozinho passando dificuldades até ir pra uma casa de repouso. Não consigo imaginar como alguém abandona um idoso como se ele não fosse mais importante na sua vida só porque envelheceu. Fico muito feliz de estar ao lado da minha vó com minha mãe e minha irmã nesse momento da vida dela, ela esteve do meu lado minha vida toda e quero que minha filha e minha neta também estejam assim comigo.