Sandro Hiroshi no Poupatempo já está entre as grandes campanhas da publicidade brasileira

Sandro Hiroshi no Poupatempo
Mateus Luiz de Souza

Mateus Luiz de Souza

Uma postagem do Poupatempo no Twitter viralizou nesta quarta-feira (20). Eis a publicação:

Parece apenas uma campanha de civilidade com um ex-jogador de futebol. Se você acompanha o esporte, já deve ter entendido o motivo de viralizar. Mas iremos explicar para quem não entendeu nada. E, para quem pegou a graça do negócio, recordar é viver.

Em junho de 1999, Sandro Hiroshi, então com 19 anos, é comprado pelo São Paulo após ser eleito maior revelação do Campeonato Paulista daquele ano.

Um mês depois, a CBF reconheceu que a data de nascimento do jogador nos seus registros do Rio Branco, antigo clube, e do São Paulo estava adulterada, mas mesmo assim autorizou a escalação de Hiroshi.

Adulterar a data de nascimento em documentos é uma prática conhecida no futebol como “ser gato”. É usado como forma de um atleta de 21 anos disputar uma competição sub-20, por exemplo.

Em agosto, o São Paulo goleou o Botafogo-RJ por 6 a 1, pelo Campeonato Brasileiro, com um gol dele, Sandro Hiroshi.

O Botafogo, alertado pelo Tocantinópolis, entrou com pedido dos pontos na Comissão Disciplinar da CBF. Outras seis equipes (Botafogo-SP, Inter, Coritiba, Atlético-MG, Vasco e Guarani) também pleiteram os pontos.

Em outubro, o São Paulo perde os pontos do jogo contra o Botafogo-RJ pelas irregularidades na transferência do jogador do Tocantinópolis para o Rio Branco.

Em novembro, o atacante foi condenado a 180 dias de suspensão do futebol.  Sua carreira, então em ascensão, nunca mais foi a mesma.

O Brasileirão de 2000 também não foi o mesmo. Em resumo, o Código Brasileiro Disciplinar do Futebol deu os pontos do jogo ao Botafogo, o que causou o rebaixamento do Gama-DF. O clube do Distrito Federal não aceitou o rebaixamento, considerado “tapetão”.

O imbróglio foi parar na Justiça, com diversas liminares e recursos, e a solução foi criar a Copa João Havelange, com 108 times, mais o Gama. Confira aqui toda a cronologia do caso.

 

Sandro Hiroshi no Poupatempo
O atacante Sandro Hiroshi, 18, beija a camisa do São Paulo, durante sua apresentação oficial ao clube.