‘Mural do século 21’, Instagram Stories faz dois anos e cria novo padrão audiovisual

Foto: Reprodução
Mateus Luiz de Souza

Parabéns ao Instagram Stories 🎂

A ferramenta do Instagram de fotos e vídeos que duram 24 horas e na qual é possível personalizar a postagem com desenhos, emojis e gifs completa dois anos nesta quinta-feira (2).

A história de como o Instagram Stories surgiu já entrou para os anais do Vale do Silício.

Em 2013, o Facebook tentou comprar o Snapchat por US$ 3 bilhões (em valores da época). Evan Spiegel, fundador do Snapchat (plataforma na qual usuários mandam fotos, vídeos e mensagens que desaparecem poucos segundos depois de serem recebidos), recusou a proposta.

Evan Spiegel, fundador do Snapchat. Foto: Jae C. Hong – 24.out.2013/Associated Press

Nem um pouco satisfeito, Mark Zuckerberg, o bicho papão das redes sociais, que em 2012 havia adquirido o Instagram por US$ 1 bilhão (em valores da época), resolveu lançar seu próprio Snapchat.

Botou engenheiros, analistas de sistemas, programadores e designers para trabalhar e em 2 de agosto de 2016 o mundo da tecnologia era impactado pelo lançamento do Instagram Stories.

Não é exagero dizer que o Instagram copiou descaradamente o Snapchat. Kevin Systrom, CEO e cofundador do Instagram, admitiu que o Snapchat merece o crédito por muitas das funções ali presentes. “É uma resposta natural à competição”, afirmou à época.

Mas não foi apenas uma cópia. O Instagram Stories aprimorou o que o Snapchat fazia ao adotar a política de “efêmero, pero no mucho” –isto é, enquanto os rivais faziam vídeos e fotos que sumiam depois de visto, o Instagram percebeu que uma maior durabilidade (24 horas) poderia ter um apelo maior.

A estratégia não poderia ter dado mais certo. Com 400 milhões de usuários ativos por dia, o Instagram Stories é um fenômeno de público e de audiência, e, claro, um terreno fértil para o mercado publicitário.

E passou como um rolo compressor sobre o Snapchat. Aos poucos, usuários anônimos e celebridades foram migrando para o Instagram Stories e o cenário no Snapchat hoje é de terra arrasada, ao passo que o Instagram Stories está sempre anunciando novidades como o Boomerang, Superzoom, adesivos de GIF, enquetes –e a maioria deles vinga de forma impressionante.

Um tuíte de Kylie Jenner de fevereiro deste ano retrata fielmente isso.

“Alguém mais também deixou de usar o Snapacht ou sou só seu? Ugh, que triste”.

Pum. O Snapchat desabou US$ 1,3 bilhão de dólares com apenas essa mensagem –já o valor de mercado do Instagram não para de crescer, e atualmente é avaliado em US$ 100 bilhões.

E aparentemente não há motivo nenhum para Kylie Jenner cogitar voltar ao Snapchat. Ranking anual divulgado pela empresa britânica Hopper HQ apontou ela como a celebridade que mais ganha dinheiro com posts patrocinados no Instagram.

MURAL DO SÉCULO 21

Desde então, podemos dizer que o Instagram Stories foi a última grande revolução das redes sociais.

Para Pollyana Ferrari, professora e pesquisadora em Comunicação Digital da PUC-SP, seu mérito está em consolidar a tela vertical como o novo padrão audiovisual, em detrimento do horizontal.

“O Stories é leve, é o nosso mural diário do século 21”, afirma.

Turista tira foto, na vertical, em frente ao Partenon, em Atenas, na Grécia. Foto: Petros Giannakouris/AP

Segundo a agência de marketing digital Omnicore, 59% dos usuários de internet entre 18 e 29 anos usam Instagram, sendo que o número cai para 33% entre 30 e 49 anos.

E o Instagram Stories atrai esse público jovem pelo fato de a ferramenta ter o DNA deles, segundo Márcio Rodrigo, professor de jornalismo da Cásper Líbero.

“Essa geração que já nasceu conectada no mobile aprendeu a escrever a própria história nos Stories”, afirma.

Jornalistas e produtores de conteúdo também se apropriaram do Instagram Stories.

O fotógrafo de moda Jacques Dequeker de forma até mais ambiciosa, ao lançar revista exclusiva para o Instagram Stories. “Stories is the new black” é seu novo mantra.

Segundo Pollyana Ferrari, o Instagram Stories está fazendo o jornalismo “exercitar seu poder de síntese, com frases e vídeos curtos, enquetes, num formato palatável, leve e ágil”.

FUTURO
A grande pergunta agora no Vale do Silício é para onde vamos. Márcio Rodrigo levanta a tese de que o Instagram Stories poderá sofrer por algo que foi seu maior trunfo: a efemeridade.

“Assim como os blogs viciaram e enjoaram, assim como os fotologs viciaram e enjoaram, assim com o Orkut viciou e enjoou, os Stories podem entrar em decadência como qualquer novidade tecnológica e serem substituídos”.

A diferença, segundo o acadêmico, é que a durabilidade desse encantamento está cada vez mais efêmera, isto é, a distância entre o auge e a queda de uma rede social diminui gradativamente.

Já pensando nisso, o Instagram fez, em junho, seu maior movimento desde o lançamento do Stories, ao anunciar a IGTV, extensão que permite ao usuário assistir a vídeos longos –atualmente o limite é de 15 segundos no Stories e de um minuto no feed. Em suma, um concorrente ao YouTube.

Kevin Systrom, presidente-executivo e cofundador do Instagram, anuncia lançamento do IGTV – Jeff Chiu/Associated Press

NÚMEROS
Bom, como ainda não enjoamos do Instagram Stories, trago a seguir uma série de dados (referentes a junho deste ano) divulgados pelo Instagram sobre a plataforma.

Stories mais visualizados no mundo

(média diária)

  • Kim Kardashian
  • Carlinhos Maia
  • Kendall Jenner
  • Beyoncé
  • Kylie Jenner
  • Whindersson Nunes
  • Khloe Kardashian
  • 9gag
  • Chiara Ferragni
  • Chrissy Teigen

Adesivos mais usados no mundo

  1. Adesivo de Perguntas
  2. Adesivo de Hora
  3. Adesivo de Localização
  4. Adesivo de Enquete
  5. Coração do Instagram

Stories mais visualizados no Brasil

  • Carlinhos Maia
  • Whindersson Nunes
  • Anitta
  • Neymar
  • Bruna Marquezine
  • Luisa Sonza
  • Ana Clara
  • Marina Ruy Barbosa
  • Fernanda Souza
  • Maísa

Contas que mais produziram Stories no Brasil

  • Carlinhos Maia
  • Pabllo Vittar
  • Celso Portiolli
  • Tati Zaqui
  • MC Bin Laden
  • Gracyanne Barbosa
  • Paula Fernandes
  • David Brazil
  • Cleo Pires
  • Preta Gil

 

MERCHAN

Este blogueiro aproveita a oportunidade para fazer dois merchans.

O primeiro é sobre o Fale, blogueiro, programa de entrevistas com blogueiros que apresento no Instagram Stories da Folha (@folhadespaulo), toda sexta-feira, às 14h. O último convidado foi Daniel E. de Castro, do blog Primeiro Serviço.

O segundo é o Manual de Stories que lancei em abril deste ano com dicas e sugestões para produção de conteúdo na ferramenta.

Dúvidas, críticas, sugestões e elogios são bem-vindos!