Ronaldinho Gaúcho lança criptomoeda e internautas se frustram com nome pouco criativo

Mateus Luiz de Souza

Ronaldinho Gaúcho não cansa de surpreender.

O ex-jogador, aposentado desde janeiro, apareceu na cerimônia de encerramento da final da Copa do Mundo tocando um atabaque. Viralizou.

Nesta semana, teve início a venda de sua própria criptomoeda, a Ronaldinho Soccer Coin (RSC), em parceria com a startup chinesa World Soccer Coin.

Por enquanto, só está disponível de maneira privada. A fase de pré-venda ao público em geral começa em 16 de agosto, quando serão oferecidas 140 milhões de RSC.

O anúncio da moeda aconteceu em fevereiro.

O projeto usa a plataforma de blockchain NEO, uma das mais inovadoras do segmento.

As moedas digitais serão conectadas a uma carteira virtual e um aplicativo móvel e qualquer pessoa poderá adquiri-las.

A criptomoeda quer ser a principal moeda utilizada no mundo do futebol –que reúne um potencial de 3,5 bilhões de fãs-consumidores, segundo a página do projeto.

Outro objetivo por trás da medida é desenvolver o futebol no real e digital, com construções de estádios virtuais e organização de eventos de e-sports em países como Vietnã, Tailândia e Filipinas.

Conheça mais sobre o projeto.

E os amigos das redes sociais, claro, não passaram batido pela fato um tanto inusitado.

Dibrecoin

Ou Bruxocoin

Pessoal que apostou em bitcoin talvez esteja preocupado

Estamos frustrados

Rei dos Rolês Aleatórios

Ronaldinho Gaúcho aparece nas situações mais inusitadas possíveis, por isso ganhou esse apelido

Nunca antes na história da humanidade

Um homem atarefado

Alô, departamentos financeiros!

Quem será o próximo?

Ronaldinho no final da Copa (Cristophe Simon/AFP)
Ronaldinho no final da Copa (Cristophe Simon/AFP)

Colaborou Bibiana Guaraldi