Após confusão em voo, internautas apoiam advogado que sofreu ameaça de prisão de Lewandowski

Mateus Luiz de Souza

O advogado Cristiano Caiado de Acioli, 39, foi levado a prestar esclarecimentos à Polícia Federal nesta terça (4) após criticar Ricardo Lewandowski, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), em um voo do qual eram passageiros.

“Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês”, disse Acioli.

A fala foi filmada por ele próprio. O ministro responde e pede ao comissário de bordo que chame a PF para prender Acioli.

“Vem cá, você quer ser preso? Chama a Polícia Federal”, diz Lewandowski. “Eu não posso me expressar? Chama a polícia federal então”, rebate o advogado.

“Sem dúvida nenhuma, ele praticou um abuso de poder. É um absurdo, no Estado democrático de Direito, onde a pessoa que tem que proteger nossa Constituição, tem que proteger nossas garantias básicas. Ele fez exatamente o oposto a isso”, afirmou Acioli à Folha.

Na tarde desta terça, a hashtag #MePrendeLewandowski e a frase “O STF É UMA VERGONHA” entraram nos Trending Topics (assuntos mais comentados) do Twitter. Confira algumas reações: