Um balanço da Copa nas redes sociais

Mateus Luiz de Souza

Cinco dias após o fim da Copa, resta-nos a saudade do torneio mais legal do universo.

Vamos dormir pensando no que poderia ter sido e não foi.

A verdade é que ainda não superamos a derrota do Brasil para a Bélgica nas quartas de final.

O #HashtagnaCopa fez questão de mostrar todos os memes que surgiram ao longo da competição.

Para não deixar o assunto morrer, separei alguns dados de como foi a Copa nas redes sociais –afinal, se não fossem elas não teríamos os memes e as piadas.

No Twitter, o nascedouro dos memes, o Brasil foi o país que mais tuitou sobre a #Copa2018, a seleção brasileira foi a equipe mais mencionada na plataforma e Neymar o jogador mais comentado durante todo o período. Em resumo, não ganhamos a Copa, mas o caneco dos memes é nosso.

Só não ganhamos a medalha de ouro de partida mais tuitada, que coube à final da #Copa2018, com a vitória da França sobre a Croácia pelo placar de 4 a 2.

Tivemos de nos contentar com a prata na eliminação do Brasil diante da Bélgica. Veja as cinco mais comentadas:

  1. França 4 x 2 Croácia em 15/07 (final)
  2. Brasil 1 x 2 Bélgica em 06/07 (quartas de final)
  3. Brasil 2 x 0 México em 02/07 (oitavas de final)
  4. França 4 x 3 Argentina em 30/06 (oitavas de final)
  5. Brasil 2 x 0 Costa Rica em 22 de junho (fase de grupos)

O Instagram contou com mais de 590 milhões de interações (soma de curtidas, comentários e reposts) realizadas por 37 milhões de contas brasileiras.

As hashtags mais usadas no Brasil foram:

#copadomundo (1.764.126 milhões)
#vaibrasil (1.797.008 milhões)
#brasil (41.613.634 milhões)
#copadomundo2018 (424.635 mil)
#copa2018 (765.201 mil)

No Brasil, essas foram as tags de localização mais comuns:
Praça Mauá, Biergarten Rio e Boulevard Olímpico, todos no Rio de Janeiro, e o Vale do Anhangabaú, em São Paulo.

Aliás, reportagem do jornalista Raphael Hernandes mostra que a chave para bombar no Instagram é participar de uma Copa do Mundo. Ele cita o exemplo do meia islandês Rurik Gislason, que saltou de 30 mil seguidores para 1,3 milhão, cerca de 45 vezes mais do que no começo do torneio.​

No YouTube, mostramos, no meio da competição, que vídeo com cenas de como é a bola da Copa por dentro estava entre os mais vistos.

A plataforma de vídeos divulgou recentemente quais foram os 10 vídeos mais vistos com os melhores momentos, publicados pela Fifa. E o jogaço entre Portugal e Espanha, aquele épico 3 a 3, ficou na liderança. Três partidas do Brasil figuram na lista.

Outro dado interessante trazido pelo YouTube mostra quais os times mais populares em cada país. Legal ver a popularidade do Brasil no sul da África e no sudoeste asiático e a da Argentina no norte da África e no sudeste asiático. Rivalizamos por lá também.

Por fim, no Facebook, mais de 58 milhões de pessoas conversaram sobre o torneio somente no Brasil –quase a metade dos 127 milhões de usuários ativos mensais que o país possui.

Os três posts mais populares foram:

Messi atualizando sua foto de perfil;

Cristiano Ronaldo incentivando sua equipe no início da Copa do Mundo;

James Rodriguez compartilhando sua tristeza após eliminação para Inglaterra nas oitavas-de-final.