15 memes essenciais para entender como a internet se comportou durante a Copa

Mateus Luiz de Souza

A Copa do Mundo na Rússia marcou a terceira edição de um Mundial que pode ser contada por meio dos memes.

E isso se deve ao Twitter, rede social na qual nascem a maioria das brincadeiras.

Apesar de a plataforma ter sido criada ainda em 2006, foi só a partir da Copa da África do Sul, em 2010, que ela passou a ser efetivamente um termômetro do que acontece na internet.

O #HashtagnaCopa separou 15 momentos essenciais para entender a Copa dos Memes.

A mascote da CBF, criada em 2016, ganhou o apelido de “pistola”, por seu semblante sisudo. E, antes da Copa, sua cara de poucos amigos foi a maior diversão das redes sociais.

Relembre aqui outras piadas com o pássaro nervoso.

No último amistoso da seleção, contra a Áustria, o juiz auxiliar parecia prever nosso desempenho e tentou impedir Neymar de entrar em campo.

Aliás, nesse jogo, os brasileiros não tinham maturidade para lidar com o nome do técnico da Áustria, Franco Foda.

Com uma abertura fraca, os primeiros minutos de Copa ficaram marcados pelo gesto pouco educado de Robbie Willians (segundo ele, no entanto, foi apenas um aviso de que faltava um minuto para o jogo).

A internet, claro, se divertiu com as possibilidades da mensagem.

Cristiano Ronaldo teve um excelente início de Copa, com três gols contra a Espanha. Mas a história guardará os memes de “Papai Cris”, que brincavam com a autoestima do atacante, ao lado do filho.

A eterna rival Argentina empatou com a estreante em Copas Islândia. Foi o suficiente para os memes tirarem sarro de Messi, que fugiu dos vikings.

O México, quem diria, derrotou ninguém menos do que a campeã do mundo Alemanha. A internet pediu por retaliações pouco diplomáticas.

Os brasileiros gargalharam com tudo isso.

Seria o cabelo de Neymar uma homenagem a Ronaldo Fenômeno em 2002? O resultado ficou um pouco diferente.

Relembre todas as piadas que fizeram com o cabelo do camisa 10.

Neymar passou boa parte da Copa no gramado, como o mundo inteiro já sabe. Ao comemorar gol contra a Costa Rica, o técnico Tite tropeçou e acabou no chão. Celebração ao estilo Neymar, cravaram os internautas.

No Brasil, o que não acaba em pizza, acaba em coxinha.

Saiba mais sobre a Coxinarinho Pistola aqui.

Após o fim da primeira fase e antes do início das oitavas, há um dia que não tem jogos da Copa. A desolação de quem gosta de futebol lembrou Pablo Escobar longe da família, em “Narcos”.

Após nossa vitória contra o México, nasceu uma lenda. O torcedor com olhar sombrio com a bandeira do Brasil —um russo engenheiro aeroespacial— logo virou o “feiticeiro do hexa” e caiu nas graças da internet brasileira.

No jogo seguinte, contra a Bélgica, o país inteiro (pelo menos nas redes sociais) clamava pela presença do bruxo. E ele foi ao estádio, convidado por uma patrocinadora da seleção, o que rendeu um encontro histórico com o Canarinho Pistola.

Não deu certo a magia e o Brasil perdeu para a Bélgica. Pelo menos descobrimos o motivo.

E depois o orgulho de ser o único penta falou mais alto.

Mick Jagger já tinha uma fama gigantesca de pé-frio. E resolveu testá-la novamente, ao ir ao jogo contra a Croácia pela semifinal. Os ingleses perderam e a internet o elegeu como responsável.

A final era entre França e Croácia, mas os brasileiros conseguiram deixá-la com um toque regional. A aparição de Ronaldinho Gaúcho com um atabaque na cerimônia de encerramento da Copa virou meme ao lembrar que R10 é o “Rei dos Rolês Aleatórios”.

EXTRA
Como se não bastassem todas as piadas listadas acima, o #HashtagnaCopa, separou, como despedida, alguns gifs geniais que circularam durante a Copa.

Obrigado a todos pela leitura e até o próximo Mundial!

Gostou? Então recorde os memes da Copa de 2014.