Em meio ao fogo cruzado STF x Lula, internautas procuram por ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Mateus Luiz de Souza

Enquanto alguns internautas dizem que o STF é uma vergonha nacional e apoiam fechá-lo, e outros comemoram a decisão de Marco Aurélio que pode beneficiar o ex-presidente Lula, um terceiro grupo se questiona: e o motorista Queiroz?

Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), pediu o adiamento do seu depoimento no Ministério Público do Rio de Janeiro previsto para ocorrer nesta quarta-feira (19).

De acordo com a promotoria, Queiroz teve uma “inesperada crise de saúde”. Segundo a versão, o policial militar estava em “atendimento médico de urgência, acompanhado de sua família”.

A defesa também pediu acesso à íntegra da investigação do Ministério Público-RJ. Uma nova oitiva foi marcada para sexta-feira (21), às 14h.

Queiroz era aguardado para esclarecer a movimentação de R$ 1,2 milhão em sua conta bancária entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, considerada atípica pelo Coaf (Conselho de Controle das Atividades Financeiras).

O assunto movimentou ainda mais o agitado Twitter nesta tarde.

Sobram críticas aos procuradores da Lava Jato

Fecha o STF, mas faz uma pausa antes

Mudança de assunto total

Depoimento

Preocupações

Crossover de histórias!

Crossover de histórias (2)

John Travolta ainda não o encontrou

URGENTE

Siga os próximos desdobramentos da decisão de Marco Aurélio em cobertura em tempo real da Folha.